Engenharia Civil

Introdução

O Curso Superior de Bacharelado em Engenharia Civil da Faculdade Montes Belos iniciou suas atividades em fevereiro de 2016. Desde então confirmou seu compromisso satisfatório com a qualidade do ensino. Todas as exigências e padrões de qualidades estabelecidos pelo MEC são atendidos como estrutura, qualidade de ensino, corpo docente qualificado e alunos bem preparados para o mercado de trabalho.

Sobre o curso

 Objetivo Geral

O objetivo do Curso de Engenharia Civil é formar profissionais aptos para atuarem na concepção, planejamento, projeto, construção, administração, operação e manutenção, nas diversas áreas da Engenharia Civil: uso e parcelamento do solo, aproveitamento e utilização de recursos naturais, obras de terra, edificações, desenvolvimento urbano, rural e regional, transportes, sistema viário, meio de comunicação, saneamento, desenvolvimento industrial e agropecuário, etc., tendo como parâmetros: qualidade, segurança, funcionalidade e economia, visando o bem estar, a proteção ambiental e o desenvolvimento da sociedade. Poderá ainda desenvolver atividades de pesquisa e de difusão de conhecimentos.

Objetivos Específicos

Para que o objetivo geral seja atingido, foram delineados os seguintes objetivos específicos para o curso:

São objetivos do Curso de Bacharelado em Engenharia Civil da FQM:

  • Formar um profissional global e pluralista com formação multidisciplinar;
  • Preparar profissionais capacitados a exercer todas as funções clássicas da Engenharia Civil como prevenir, planejar, calcular, projetar, organizar, comandar, gerenciar, controlar etc;
  • Formar profissionais criativos, inovadores, líderes, empreendedores e que tenham visão de futuro;
  • Preparar profissionais capazes de contribuir para o desenvolvimento de novos modelos empregáveis à profissão;
  • Formar profissionais com sólida formação humanística e consciente do seu papel social.

Perfil Profissional do Egresso

O egresso do curso de engenharia civil será capaz de desencadear ações críticas e estruturadas, dentro das áreas de planejamento, execução e controle, de obras e serviços de engenharia civil.

A partir do programa acadêmico, o egresso estará capacitado a identificar os princípios básicos que governarão os problemas encontrados no campo da Engenharia Civil, e a buscar recursos que potencializem sua criatividade, habilidade e capacidade gerencial.

Tais competências adquiridas, conjugadas à um espírito empreendedor, sinalizam para a possibilidade de se extrapolar fronteiras de trabalhos convencionais, o que pode ser conseguido conduzindo-se pesquisas numéricas e/ou experimentais, quando deparando-se com situações diferenciadas. Por outro lado, nas situações convencionais, a formação permite o aperfeiçoamento de técnicas e a manutenção de elevados padrões de qualidade. De qualquer forma, a partir desse perfil adquirido por uma sólida formação acadêmica generalista, o egresso, atuando de forma individual ou corporativa, poderá almejar a proposição de soluções particulares e até inovadoras, sempre adequadas às realidades e condicionantes espaciais, econômicas e temporais.

Habilidade e Competências

A profissão do Engenheiro Civil é fiscalizada pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA) e suas competências e atribuições são definidas pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA), definidas e regulamentadas na sua Resolução nº 1.010/2005. O Engenheiro Civil projeta e planeja os mais variados tipos de obras de construção civil, analisa a viabilidade técnica e econômica das obras, viabiliza os cálculos, a especificação de materiais e a execução das obras, estuda e escolhe soluções para as obras de edificações, vias terrestres (estradas, ferrovias, aeroportos), pontes e viadutos. Esse profissional também faz engenharia para obras de infraestrutura como barragens, drenagem, abastecimento de água, saneamento, fundações e obras de estabilização de encostas e, ainda, planeja meios de transporte e tráfego urbano. O campo de atuação profissional abrange empresas de projetos e de consultoria, construtoras e empreiteiras, empresas governamentais, instituições de ensino superior e de pesquisa, públicas ou privadas. O Engenheiro Civil pode exercer atividades de engenheiro projetista, engenheiro de obras, engenheiro de fiscalização e de engenheiro consultor, podendo, também, estar vinculado ao ensino e à pesquisa, contribuindo para a formação de novos profissionais e desenvolvimento da tecnologia.

Atribuições no Mercado de Trabalho

O curso de Engenharia Civil, pelo seu conteúdo disciplinar, além de formar o Engenheiro Civil de forma a atender às atividades e competências básicas, procura aprimorar o futuro profissional, tornando-o capaz de compreender as rápidas transformações econômicas, sociais e tecnológicas que ocorrem no meio urbano. Assim, além das atribuições legais do Engenheiro, ele torna-se apto para o exercício de atividades ligadas direta ou indiretamente às obras e serviços municipais, bem como atuar nas questões relativas ao meio ambiente, segundo a nova proposta curricular. Pode também atuar em institutos e centros de pesquisa, em serviços públicos, empresas de consultoria e em universidades.